segunda, 18 de dezembro de 2017 - 07:58h
Prodap apresenta ferramentas digitais que serão implantadas no governo
Virtualização dos processos do governo é uma dessas ações que deve gerar uma economia de R$ 15 milhões ao ano com o fim do uso de papeis.
Por: Airton Leite
Foto: Sidney Cardoso
Diretor-presidente do Prodap, Lutiano Silva, também apresentou resultados das ações realizadas pelo órgão durante o ano

A criação de ferramentas para modernizar o serviço público foi o tema discutido no II Encontro de Tecnologia da Informação e Comunicação promovido pelo Governo do Amapá. O evento foi realizado na manhã desta sexta-feira, 15, no auditório da Escola de Administração Pública do Amapá (EAP) e reuniu representantes de todas as secretarias e órgãos públicos.

O Centro de Gestão e Tecnologia da Informação (Prodap) além de coordenar o evento, prestou contas de suas ações e realizações em 2017, e anunciou os projetos que serão executados no ano seguinte. O papel do órgão é desenvolver as soluções tecnológicas que otimizam a gestão pública.

No balanço das ações realizadas em 2017 pelo Prodap, o diretor-presidente destacou o desenvolvimento de mais de 30 portais institucionais, bem como a criação do Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Siga), da Central de Licitação do Estado, o Sistema de Controle de Medicamentos, que já vem sendo operado por 50% da rede estadual de saúde, além do Sistema de Prontuário do Hospital de Emergência de Macapá. Ele acrescentou que o mesmo sistema deverá ser implanto no início de 2018 no Hospital Estadual de Santana.

Lutiano Silva destacou que uma das ações previstas para 2018 é virtualização dos processos do governo, o que deve gerar uma economia de R$ 15 milhões ao ano com o fim do uso de papeis e equipamento de impressão. Outra medida é criar uma plataforma que centralizará todos os serviços do governo através de um aplicativo, dando ao cidadão acesso mais rápido e simples a todas as ações governamentais.

Ainda sobre 2018, Silva disse que o governo continuará expandindo a ajuda aos municípios amapaenses no processo de informatização. “Já estamos avançando neste processo. Recentemente lançamos o portal do município de Tartarugalzinho, o quarto criado pelo Prodap nos municípios. Os demais foram os de Santana, Amapá e Mazagão. Nossa meta para 2018 é ajudar de alguma forma as demais cidades nesse processo de informatização”, acrescentou.

Prodoc

Outro tema debatido durante o encontro foi o Sistema de Processos de Documentos (Prodoc). A ferramenta implantada pelo Governo do Estado já vem sendo utilizada por alguns órgãos estaduais e trata-se de um sistema de documentos oficiais desenvolvido pelo Prodap que gerencia e acompanha as tramitações de todos os tipos de documentos que circulam entre os órgãos estaduais.

“O objetivo deste sistema é gerenciar e acompanhar as tramitações, ter as estatísticas por unidade ou órgão, com isso, padronizar todas as tramitações de documentos oficiais dentro do Estado”, destacou o analista de Sistemas e Negócios do Prodap, Euclides Neto.

Atualmente o Estado utiliza o E-doc, que também é um sistema de tramitação de documentos oficiais, mas que possui algumas limitações, já corrigidas no novo sistema.

A implantação do Prodoc em todas as secretarias deve seguir um cronograma estabelecido para 2018, porém, já vem sendo testado nas Secretarias de Estado da Educação (Seed) e Meio Ambiente (Sema), além do próprio Prodap e do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap).

“O sistema já foi homologado e os treinamentos de pessoal seguirão um cronograma em duas etapas: o primeiro do administrador interno da unidade e depois dos usuários que irão operar diretamente este sistema”, concluiu Silva.

ANEXOS
NOME DO ARQUIVO
NORMA TÉCNICA Nº 011/2008 – CBMAP Baixar
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
Rua São José, nº 290 - Cep: 68900-110, Macapá - AP - (96) 3131-2608 - ouvidoria@prodap.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá